Câmara de Hortolândia sedia reunião do Parlamento Metropolitano

Excepcionalmente, encontro entre vereadores e presidentes de Câmara será dia 13, em Hortolândia

 

A reunião mensal do Parlamento Metropolitano de Campinas vai acontecer em Hortolândia, com uma alteração: o encontro está previsto para a 2ª sexta-feira do mês e não para a 1ª –como acontece todos os meses -- a pedido da maioria dos participantes. É que a data coincidiria com o 62ª Congresso Estadual de Municípios, que ocorre de 2 a 7 de abril, em Santos. O encontro dos membros do Parlamento dia 13, vai debater dois temas importantes: dependência química e primeiros socorros nas unidades escolares.

O primeiro tema será abordado pela Assistente Social e Coordenadora Diocesana da Pastoral da Sobriedade, Joaquina Nadir Mattos, acompanhada pelo Terapeuta Ocupacional e Agente da Pastoral da Sobriedade, Carlos Morelli. Ambos falarão da atuação da Pastoral no combate e prevenção da dependência química (e outras dependências), e em como os Municípios têm tratado dependentes e codependentes de drogas lícitas e demais dependências.

“O assunto é importante porque envolve questões variadas, em que todo Município esbarra na hora de tratar dependentes e codependentes, e que por isso a atuação pode ser padronizada, o que auxilia os Municípios nesse atendimento”, afirma Joaquina.

Entre os tópicos a serem abordados, estão leitos hospitalares e equipes preparadas para atender overdoses e outras ocorrências, a atuação das clínicas, os convênios para a internação de menores e o acolhimento das famílias; entre outros.

Lei Lucas

O segundo tema abordado durante a 11ª reunião do Parlamento da RMC é a “Lei Lucas”, como ficou conhecida o caso levado ao conhecimento da sociedade por Alessandra Zamora.

Mãe do garoto Lucas Begalli Zamora de Souza, Alessandra viveu a tragédia de ver seu filho morrer, aos 10 anos, engasgado durante um passeio realizado pela escola particular em que estudava, localizada em Campinas.

“Durante uma aula de Estudo do Meio, Lucas engasgou com o lanche que estava sendo servido às crianças, um cachorro quente, porque não havia ninguém treinado para socorrê-lo”, conta.

O caso se transformou numa luta para Alessandra: fazer com que os Municípios adotem a “Lei Lucas”, que obriga as escolas a oferecer cursos de primeiros socorros aos funcionários que possuem contato direto com alunos e professores de creches e escolas da rede pública municipal e particular, instaladas nos municípios.

A Lei já foi adotada em vários Municípios do Estado de São Paulo, como em Hortolândia, Minas Gerais, Paraná e Rio de Janeiro, e agora será debatida pelo Parlamento da Região Metropolitana de Campinas. O encontro acontece em Hortolândia, sob o comando do presidente do Parlamento, Hélio Ribeiro, presidente da Câmara de Indaiatuba, e deve contar com a participação de representantes de 20 Municípios.

“Os assuntos são pertinentes e ambos se entrelaçam ao envolver a dor, não de uma única pessoa, mas de famílias inteiras; tanto a questão da dependência quanto a morte de uma criança, são assuntos devastadores para qualquer família e, portanto, para toda a sociedade, que precisa debater esses temas e encontrar formas de evitar, acolher, tratar, se unir e solucionar; não adianta jogarmos esses assuntos para baixo do tapete; daí a importância da presença de representantes de todas as Câmara que compõem o Parlamento”, afirma Hélio Ribeiro.

SERVIÇO:

11ª Reunião do Parlamento Metropolitano da RMC

Data/horário: 13 de Abril de 2018, das 9h às 12h

Local: Câmara Municipal de Hortolândia - Rua Joseph Julien Burlandy, 250 – Pq Gabriel – Hortolândia)

Mais Informações: (19) 3885-7700 – Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

RUA JOSEPH PAUL JULIEN BURLANDY, 250 - PQ. GABRIEL - HORTOLÂNDIA/SP - CEP 13186-620 - TEL(19) 3897-9900

Horário de Atendimento ao Munícipe - De segunda a sexta-feira das 08:00 às 17:00 horas